2017 09 « 1.2.3.4.5.6.7.8.9.10.11.12.13.14.15.16.17.18.19.20.21.22.23.24.25.26.27.28.29.30.31. »  2017 11

Publicação: 20 de Jneiro de 2014  Edição № 13

kage

2014/06/20 (Fri)

Concurso Internacional de Culinária

O Sindicato possui além dos membros japoneses, um grande número de membros estrangeiros das mais diversas nacionalidades. Para realizar a confraternização e o intercâmbio entre os dois, temos realizado várias atividades, como o concurso internacional de comidas típicas, realizado no dia 15 de setembro de 2013.
O Sr.Obeng Jacky foi vencedor dessa edição do concurso, onde representou o país de Gana, com a sua esposa, cozinharando o típico prato de seu país, chamado de Ghana Groundnut soup. Participaram ao todo 60 pessoas, onde apreciaram vários tipos de pratos típicos de vários países como Japão, Indonésia, Perú, Bolívia.
O sindicato realiza diversos eventos de confraternização durante o decorrer do ano, como o a reunião de relatório dos casos resolvidos.
.O mais importante é mantermos um bom animo, otimismo e disposição para ajudar outras pessoas a não desistirem de lutar por seus direitos.
O sindicato não é apenas um lugar onde as pessoas buscam para conseguir recuperar um direito que as                                      empresas usurparam de voces, mas acima de tudo, é um lugar onde todos os trabalhadores podem encontrar os verdadeiros companheiros ou amigos que realmente vão ajudar a enfrentar todas as investidas ilegais dos empregadores que pensam somente no lucro fincanceiro da empresa, fazendo dos trabalhadores como materiais descartaveis, desconsiderando completamente os valores humanos.
Queremos somente trabalhar dignamente, e ter os direitos que são garantidos por leis trabalhistas, leis constitucionais do Japão, e leis sindicais.
Não queremos mais do que isso, somente os direitos que pertence a todos os trabalhadores que dão duro no serviço para melhorar a qualidade de vida, a fim de dar educação, roupas e alimentos para os filhos e lazer..


Grupos organizados para enfrentar as grandes empresas.

Conseguimos organizar um grupo sindical de estrangeiros dentro da fabrica de produtos eletronicos do Japão. Temos miais de 150 membros Filipinos que estão unidos para garantir os direitos trabalhistas. Eles provaram que com a união dos trabalhadores podem obter força suficeitente para negociar junto a empresa. Esta proeza foi possível pelo apoio do Sindicato Union Mie para representar nas negociações,obetendo assim um acordo pacifico onde todos os membros hoje podem trabalhar vivendo em apartamentos privados, ter contrato de 6 meses com o seguro social, tirar ferias remuneradas, ter tratamento de igualdade com o lideres japones,de voltar para Filipinas

Membros da Sakura Byouin Bunkai, organizados para lutar contra a proibição de greve

izados para lutar contra a proibição de greve
Todos os trabalhadores tem o direito de formar um sindicato dentro das fabricas, inclusive dentro de hospitais tambem, objetivando ganhar força suficiente para negociar com os administradores do hospital. Neste hospital, mais de 90% dos funcionarios são sindicalizados, num total de 135 membros do sindicato. O Diretor do Hospital Sakura Byouin, contratou um advogado para poder defender-se, e com esta tentativa, entrou na justiça pedindo proibição de greve alegando que os pacientes estavam morrendo por causa da greve. O Juiz sem analizar os fatos, proibiu a greve. Por esta razão, todos os membros sindicalizados do Japão estão lutando contra esta decisão ilegal do Juís do Tribunal de Tsu.

Union Mie Negociando com o governo para aumentar o salario minimo para 1000Yenes

Todos os anos o sindicato Union Mie visitas as cidades de Mie-ken para negociar com os municipios o aumento do salario minimo para os funcionarios publicos e tambem visita o Departamentos do Governo para elevar o salario minimo, pois o salario de Mie ken é o mais baixo comparado com outras provincias. Por isso, a nossa luta é para melhorar a qualidade de vida de todos os trabalhadores que vivem e trabalham no Japão. Com esta campanha de aumento salarial, pouco a pouco o padrão salarial tem aumentado a cada ano, por isso, o resultado da luta que o sindicato Union Mie tinha feito com muita disposição e coragem para garantir os direitos dos trabalhadores, tem dado resultado positivo para todos os trabalhadores que vivem e trabalham no Japão, principalmente em Mie-ken.

Seminário da Union Mie

No dia 25 de Outubro de 2013, todos os membros participaram do seminario baseado no tema “A radioatividade não afeta igualmente nas pessoas” cujo Palestrante foi o Sr.Kitajima, que trabalhou como funcionário de desativação da Usina Termo nuclear de Fukushima. Ele mostrou a realidade onde os trabalhadores estrangeiros e japoneses eram sujeitos a trabalharem sem proteção devida contra a irradiação nuclear, viu seus companheiros morrem contaminadas com alta irradiação, e também falou que o governo sempre manipulou a população, fazendo com que a região programada para ser instalado a usina nuclear, seje uma região abandonada pelo governo, forçando a migração para outras cidades, para então prometer obras de melhoramento gratuito pela instalação da usina nuclear. Ele deixou bem claro que, o investimento e sobrevivencia da usina nuclear, depende basicamente da discriminação do proprio povo contra a população da região onde a usina nuclear esta sendo operada. A discriminação ganha força quando os nossos pensamento estão enraizadas da seguinte forma:”Desde que não afete a minha casa, familia, não sou contra, desde que não seje na minha cidade, tudo bem”. Muitas destes pensamentos e sentimentos, fazem com que o governo ganhe força para inverstir e manter a usina nuclear no Japão. Esperamos que os membros do sindicato por meio de seminarios, possam abolir completamente a discriminação no Japão.

56ª Convenção Anual da Union Mie

Administração Abe esta com planos de sacrificar a população para fortalecer as grandes empresas e corporações multinacionais com o proposito de intensificar o setor industrial do Japão. Este intento, visa agravar a lei da empreiteira, implantar o sistema limitado de funcionários efetivos, expandir o sistema discricionário de trabalho, introduzir o sistema de resolução monetária de demissão, visando estabelecer uma idustrialização clandestina no Japão.
A partir de agora, o Partido Liberal Democratico juntamente com os Partidos coligados, vai tentar sacrificar o povo e roubar os direitos dos trabalhadores pelo sistema de industrialização clandestina, por isso não podemos esperar que isto aconteça. Estamos aqui todos os trabalhadores efetivos ou temporários, estrangeiros ou japoneses, unidos nesta 56ª Convenção Anual da Union Mie para lutar contra o governo do primeiro Ministro Abe, e declarar nossas metas com objetivo de garantir a tranquilidade e direitos de todos os trabalhadores que trabalham e vivem no Japão.Vamos unir a força de cada membro do sindicato para fazer uma mobilização de grande proporções para mostrar nossa disposição de executar fielmente as metas estabelecidadas nesta convenção.

Ação conjunta do Sindicato Union Mie

Todos os Meses, a Union Mie escolhe alguns dias para que todos os membros possam participar ativamente nas atividades conjuntas do sindicato para aprender a defender os companheiros de trabalho, e agir coletivamente no sentido de apoiar os companheiros que estão lutando por seus direitos. Somos frágeis e fracos individualmente, mas muito fortes quando estamos uniodos pela Union Mie. Neste dia, apoiamos um membro jovem japones indo ate a fabrica onde perdeu o dedo indicador com a maquina de cortar gelo, e depois fomos ao Departemento do governo Japones para que aumente o salario minimo, fomos tambem a inspetoria de trabalho para apoiar o jovem que sofreu acidente de transito durante a sua volta ao trabalho e fizemos manifestação conjunta em frente ao Tribunal de Justiça regionalde Tsu contra a impetração ilegal da proibição da greve no Hospital Sakura.

As negociações com as empresas

A empresa [E] que produz peças de cambio automático para várias montadoras do Japão, tem como funcionarios estrangeiros contratados diretamente em torno de 600 a 800 trabalhadores, com direito ao seguro social e férias remuneradas. A Union Mie com o objetivo de conscientizar os estrangeiros a filiarem ao Sindicato, fez uma panfletagem em frente à fabrica. Com isso, alguns funcionarios estrangeiros entraram no sindicato, a maioria com problemas de acidente de trabalho, outros com problemas de stress, depressão e com desgaste fisico e mental, comprometendo toda a saude. A maioria dos casos, tem que passar pelo ambulatório da empresa onde o medico da fabrica faz a primeira avaliação. Muitos reclamam do medico, e tentam buscar outra clinica que não esteja ligada à fabrica. Veio um funcionario da fabrica [E] pedindo ajuda ao sindicato porque a empresa não quis renovar o contrato por ter faltado varios dias por problemas de saude generalizadas, onde o medico da fabrica tinha diagnosticado como gripe. Quando ele veio ao sindicato, percebemos que ele tinha uma depressão, foi aonde sugerimos que faça uma consulta com medico especialista em depressão e foi aonde ele conseguiu se tratar da depressão adequadamente. Mas mesmo assim, a empresa não renovou o contrato, por isso pedimos somente que ele possa receber o seguro desemprego como a empresa demintindo o funcionario. Outros vieram por problemas de ter machucado os ombros devido ao serviço pesado e repetitivo, afetando os nervos, mas a empresa [E] nunca tenta dar como acidente de trabalho, somente convence o funcionario a usar o seguro social para depois em caso de não poder trabalhar, utiliza o sistema de compensação dos dias parados para tratamento medico. Ja fizemos varias negociações com a emresa[E] para resolver problemas de acidente de trabalho, por exemplo, depois que termina o tratamento pelo seguro social, tentar fazer pelo seguro acidente, discutir as formas de evitar novos acidentes de trabalho, eliminar abusos de autoridades dos chefes, melhorar ambiente de trabalho, e garantir direitos iguais aos funcionarios efetivos. Se todos os brasileiros tivessem coragem e determinação para formar um sindicato dos trabalhadores dentro da fabrica[E], tenho certeza que a situação de cada trabalhador iria mudar completamente. Mas sempre estaremos esperando por este dia em que os brasileiros despertarão com toda força. Não espere que aconteça, é hora de agir e lutar pelos seus direitos.

関連記事
スポンサーサイト